Livros

A obra NARRATIVA DA IMAGINAÇÃO: Proposta pedagógica, Metodologia Role Playing e Reflexões sobre a educação apresenta uma proposta de aplicação pedagógica dos jogos de RPG na sala da aula, oferecendo a possibilidade de ensinar conteúdos de nível básico, fundamental, médio ou superior, utilizando a ludicidade como ponto de partida. Orgulhosamente o material que deu origem à ONG Narrativa da Imaginação em Uberlândia, Minas Gerais, hoje atuante na pesquisa, produção, divulgação e aplicação de inovações para a educação por meio de jogos narrativos cooperativos (RPG, larp, cardgame, boardgame e swordplay), tecnologia e linguagens artísticas.

 

O projeto “FACES DOS DEUSES: traços de luz e sombra” foi resultado das Atividades da ONG Narrativa da Imaginação dentro do programa Mais Cultura nas Escolas, no ano de 2016. A obra foi produzida por alunos de 10 a 13 anos, da Escola Municipal Domingos Pimentel Ulhôa – Uberlândia Minas Gerais, após oficinas de RPG e desenho.
Baseado na obra O Herói de Mil faces de Joseph Campbell, o livro conta com dois momentos: Inicialmente a construção do mundo comum, de fantasia, no qual os heróis vão se encontrar e, logo após, a apresentação dos personagens a uma aventura na qual passarão por provas, combates, aliados e inimigos, até sua provação suprema. Ao final, está disposto um pequeno sistema de RPG também feito em coautoria dos alunos com os instrutores da ONG, que pode ser usado para algumas ações na escola, como instrumento de incentivo a escrita, leitura, produção de texto e interpretação.

O Livro “Jogando com a História: um falatório sobre RPG, ensino e História” foi feito a partir de um evento da Semana Acadêmica do Curso de História da Universidade Federal de Uberlândia, a partir das conversas em um grupo de pesquisa próprio sobre o RPG e Ensino de História, esse material foi transcrito criando um texto fluído, sem entroncamentos de muitos termos acadêmicos, oferecendo a possibilidade de professores e pesquisadores acessarem um debate enriquecedor sobre a aplicação do RPG no ensino de história de três perspectivas diferentes.

 

 

 

A proposta da obra “RPG: Ferramenta lúdica de desenvolvimento humano” é de um estudo de caso sobre desenvolvimento de competências voltadas ao mercado de trabalho como falar em público, liderança e argumentação.

O livro se divide em uma introdução sobre o que é RPG em formato de narrativa, apresentação da proposta e coleta de dados dos participantes (universitários).

Nesta obra existe a intensão de vislumbrar como o RPG por ser flexível em treinamentos corporativos voltados ao comportamento.

 

 

O livro “Jogos Educacionais e Didáticos: entre outras coisas que acontecem quando desafiamos a escola” apresenta uma relação  comparativa sobre os jogos utilizados em escolas questionando como podem ser desenvolvidos, em contraponto com jogos desenvolvidos por alunos.

Agregando a visão de professores jogadores e jogadores professores que se envolvem no processo de ensino aprendizagem.  Quando é possível promover um distanciamento entre jogos Educacionais e Didáticos.